Probióticos: Benefícios para o organismo

Alimentação Saudável

Conheça os principais benefícios dos probióticos e como consumir

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, os probióticos são organismos vivos que, na quantidade certa, oferecem uma saúde de qualidade ao hospedeiro.

Encontrados em diversos alimentos, os microrganismos vivos tem como principal função manter a quantidade certa de bactérias no nosso organismo, trazendo uma grande quantidade de benefícios para a nossa saúde.

Embora muitos acreditem que bactérias sejam prejudiciais para a saúde, os probióticos chegaram para dizer exatamente o contrário.

O termo começou a ser aceito no século XX, quando foi sugerido pelo prêmio Nobel Elie Metchnikoff que o consumo dos microrganismos traziam diversos benefícios para a saúde e, a partir daí, pesquisadores se aprofundaram cada vez mais em estudos que comprovem a ideia.

Abaixo, confira os principais benefícios dos probióticos para a nossa saúde:

Intestino

Os probióticos, quando chegam no intestino, aumentam os movimentos peristálticos, movimento que transporta as fezes, além de ajudarem a combater bactérias que podem causar azia, diarréia, cólicas abdominais e a s´ndrome do intestino irritável.

Pele

Os benefícios dos probióticos para pele se dão pelo fato de que, ao ter um intestino regulado, as toxinas que atrapalham as barreiras hídricas da pele acabam sendo eliminadas através das fezes, isso significa que existiram menos espaços para a pele seca e possíveis rugas.

Câncer

Existem pesquisas que provam que a diminuição das bactérias na flora intestinal também diminuem os riscos de tumores, principalmente os colorretais.

Além disso, existe a indicação do consumo dos microrganismos durante o tratamento da doença, pelo fato de ajudar a diminuir complicações e oferecer a chance de diminuir o uso de antibióticos aos pacientes.

Estresse e ansiedade

É fato que o sistema nervoso está ligado diretamente ao nosso intestino, afinal, quem nunca ouviu o termo enfezado se referindo a alguém nervoso ou bravo?

Exatamente, quando ficamos muito tempo sem liberar fezes, nosso sistema nervoso acaba sendo afetado.

Prova disso é um estudo publicado no site Harvard Health Publishing, que diz que a ligação é realizada através de uma sinalização bioquímica entre o sistema nervoso do trato digestivo e o sistema nervoso central, que provaram que os probióticos melhoram o humor, a funções cognitivas, diminuem o estresse, ansiedade e, por fim, oferecem melhor qualidade de vida.

Doenças bucais

Ao entrarem em contato com o intestino, os probióticos diminuem inflamações, o que, indiretamente, melhora o estado da gengiva e evita o surgimento de aftas.

Mas o contato direto dos dentes com o microrganismos também é extremamente benéfico, uma vez que os probióticos também possuem a função de impactar os dentes diretamente, ajudando na prevenção de cáries. Neste caso prefira consumir alimentos como iogurtes e alimentos fermentados.

Em quais alimentos encontram-se os probióticos?

Os probióticos geralmente são encontrados em alimentos fermentados, como kombucha, kefir, picles, beterraba fermentada, banana verde, chucrute e outros, gengibre em conserva, dentre outros.

Hoje em dia também é possível manipular os probióticos para consumi-los em cápsulas em sachês, vá até uma farmácia de manipulação de sua confiança e pergunte, a maioria realiza manipulação dos microrganismos.

Como falamos anteriormente, a banana verde é um alimento rico em probióticos, isso porque ela não é digerida pelo aparelho digestivo, então além de possuir os probióticos, ela também serve de alimento para as bactérias benéficas presentes no intestino, consequentemente, melhorando a saúde intestinal.

Publicado em 06 maio de 2019